quinta-feira, 9 de novembro de 2017

SOLIDARIEDADE – fogos florestais


Continua bem presente na memória de todos, a calamidade que varreu grande parte do país e afectou particularmente a nossa região e a nossa freguesia.

Desde a primeira hora que sugerimos aos nossos associados e amigos que canalizassem os seus donativos para as contas solidárias abertas em várias instituições e por várias entidades.

Verificamos, no entanto, o que muito nos sensibiliza pela confiança que em nós depositam, que alguns preferem entregar à União os seus donativos, que fará uma gestão cuidada e criteriosa dos mesmos.
Todos os donativos que forem depositados / transferidos para a conta da União Progressiva da Freguesia do Colmeal, no Banco BPI (NIB PT50 0010 0000 3254 3590 0015 4) serão depois, reencaminhados para a Junta da União das Freguesias de Cadafaz e Colmeal, a entidade que mais próxima está das situações mais preocupantes e carenciadas de acção imediata.
Outros bens, alimentares, vestuário, mobiliário, rações, etc. poderão / deverão ser dirigidos, directamente, para a Junta de Freguesia.

Agradecemos uma vez mais, a confiança que em nós depositam. Tudo faremos para continuar a merecer a vossa amizade e solidariedade.

Para todos, o nosso bem-haja.

A Direcção

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

COLMEAL – FOGOS FLORESTAIS

UNIÃO PROGRESSIVA ENTREGA DONATIVO


Correspondendo ao espírito de entreajuda e solidariedade que sempre caracterizaram o movimento regionalista em geral e a União Progressiva da Freguesia do Colmeal em particular, a sua Direcção deliberou por unanimidade e a concordância de todos os membros dos seus corpos sociais – Assembleia-Geral, Conselho Fiscal e Delegação, atribuir um donativo no montante de €10.000,00 (dez mil euros) para enfrentar no imediato, as situações mais prementes que resultaram dos recentes fogos florestais.

A decisão de fazer a entrega deste donativo à Junta da União das Freguesias de Cadafaz e Colmeal, prende-se com o facto de ser a entidade que, no terreno, mais próxima está das situações, carenciadas do seu empenho e acompanhamento.
Apesar de termos conhecimento, que as pessoas afectadas pelos fogos florestais se podem candidatar a subsídios e fundos comunitários ou outros, temos consciência que situações haverá, que não poderão esperar por essas decisões.

O Executivo da Junta, que teve a amabilidade de nos receber na passada sexta-feira, dia 3 de Novembro, agradeceu sensibilizado este gesto da União Progressiva, dando a garantia de uma correcta aplicação do donativo junto dos mais afectados na freguesia.

Estamos confiantes de que os sócios e amigos que nos contactaram manifestando a sua preocupação e vontade de ajudar, ficarão satisfeitos ao ter conhecimento do modo como foi aplicado este donativo.

Foi manifestado ao novo Executivo da Junta a total disponibilidade da Direcção, para em conjunto, analisarmos situações de possível colaboração.

Direcção da UPFC

sábado, 28 de outubro de 2017

FOGOS FLORESTAIS - Prejuízos dos incêndios de outubro de 2017


Os fogos florestais devastaram a freguesia, o concelho e grande parte do país, em meados deste mês de Outubro. As fotografias que inserimos neste espaço mostram a nova fisionomia das serras que envolvem, com a sua negritude, as aldeias e os casais que todos nós conhecemos. Não mostram contudo a aflição de quem lá vive, não mostram a luta que enfrentaram sozinhos, não mostram as lágrimas que deitaram ao ver em perigo o que para muitos, representava o suor de toda uma vida.

A União Progressiva da Freguesia do Colmeal que desde o primeiro momento acompanhou a evolução da situação, tem sugerido aos seus associados, que manifestaram interesse em ajudar, material ou monetariamente, para que o façam junto das instituições de solidariedade, como sejam a Cáritas de Coimbra, a Misericórdia, os Bombeiros e a Câmara de Góis, a Junta de Freguesia ou para as contas abertas em várias instituições bancárias.

Todos temos conhecimento, e a comunicação social tem-nos dado conta disso, de como é difícil gerir os donativos e proceder à sua afectação. Na última reunião de Direcção, analisámos a situação provocada pelos fogos no concelho.
É total e inequívoca a disponibilidade da União Progressiva, para colaborar na resolução de situações que afectaram os nossos associados e a população em geral.

A Câmara Municipal de Góis, através da Junta da União das Freguesias de Cadafaz e Colmeal remeteu-nos a informação que se segue, para divulgação junto dos nossos associados.

UPFC



Na sequência do incêndio que assolou o concelho de Góis nos dias 15, 16 e 17 de outubro de 2017, encontra-se a Câmara Municipal a desenvolver o registo de prejuízos a nível habitacional, agrícola e social.

De forma a que se possa obter a informação mais completa possível e dessa forma poder dar sequência aos procedimentos governamentais de apoio às vítimas dos incêndios, a Câmara Municipal de Góis informa o seguinte:

Registo de danos:

Os serviços da Câmara Municipal de Góis já intervieram em várias habitações que, em consequência dos incêndios, estavam a pôr em causa a segurança de pessoas e bens.

As equipas estão no terreno, mas se conhecer alguma situação que possa representar perigo para pessoas e bens, informe-nos através do n.º 235 770 110

Para o registo das edificações informa-se os munícipes interessados, que tenham danos nas suas habitações, totais ou parciais, como por exemplo telhados, janelas, entre outros, poderão deslocar-se aos Serviços Técnicos do Município, apresentando os seguintes documentos instrutórios:



EDIFICAÇÕES DESTINADAS A HABITAÇÃO

1) Cópia de Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade e Cartão de Identificação Fiscal com autorização de utilização da cópia para efeitos de instrução de processo de danos em incêndio, relativamente ao proprietário do imóvel;

2) Indicação do NISS (número de identificação de segurança social);

3) Cópia da caderneta predial;

4) Cópia da certidão da conservatória do registo predial;

5) Declaração de constituição de agregado familiar ou documento equivalente;

6) Cópia da fatura recente de eletricidade;

7) Cópia de fatura recente de água;

8) Cópia de apólice de seguro se existir;

9) Identificação da edificação em planta.


EDIFICAÇÕES DESTINADAS A INDÚSTRIA / COMÉRCIO E SERVIÇOS

1) Cópia de Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade e Cartão de Identidade Fiscal com autorização de utilização da cópia para efeitos de instrução de processo de danos em incêndio, relativamente ao proprietário do imóvel;

2) Cópia da caderneta predial;

3) Cópia da certidão da conservatória do registo predial;

4) Declaração de início de atividade;

5) Declaração com indicação dos postos de trabalho;

6) Cópia de fatura recente de eletricidade;

7) Cópia de fatura recente de água;

8) Cópia da apólice de seguro se existir;

9) Listagem de todos os equipamentos, bens e matérias primas danificadas;

10) Identificação da edificação em planta.


EDIFICAÇÕES DESTINADAS A TURISMO

1) Cópia de Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identificação e Cartão de Identificação Fiscal com autorização de utilização da cópia para efeitos de instrução de processo de danos em incêndio, relativamente ao proprietário do imóvel;

2) Cópia da caderneta predial;

3) Cópia da certidão da conservatória do registo predial;

4) Declaração de início de atividade;

5) Declaração com indicação dos postos de trabalho;

6) Cópia de fatura recente de eletricidade;

7) Cópia de fatura recente de água;

8) Cópia da apólice de seguro se existir;

9) Listagem de todos os equipamentos danificados;

10) Identificação da edificação em planta.


ATIVIDADE ECONÓMICA

Para o registo dos danos associados ao desenvolvimento de atividades económicas os munícipes interessados que deverão deslocar-se aos serviços técnicos do Município, apresentando os seguintes documentos instrutórios:

1) Cópia de Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade e Cartão de Identificação Fiscal com autorização de utilização da cópia para efeitos de instrução de processo de danos em incêndio, relativamente ao proprietário do imóvel;

2) Declaração de início de atividade;

3) Declaração com indicação dos postos de trabalho;

4) Cópia da apólice de seguro se existir;

5) Cópia do livrete ou documento equivalente de viaturas e máquinas;

6) Listagem de todos os equipamentos, bens e matérias primas danificadas.


AGRICULTURA E PECUÁRIA

Declaração de prejuízos para agricultores

A comunicação dos prejuízos relacionados com a atividade agrícola deverá ser realizada pelos proprietários através da plataforma eletrónica da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro. Para o efeito poderão os interessados efetuar a comunicação através do formulário disponível no endereço:


Os prejuízos agrícolas e pecuários resultantes dos incêndios de outubro poderão vir a ser objeto de enquadramento em eventual abertura da medida do PDR2020 – 6.2.2 Restabelecimento do Potencial Produtivo.

Todos os interessados que necessitem de apoio no preenchimento do formulário, poderão recorrer aos seguintes serviços:

· Serviços Técnicos do Município de Góis

· União de Freguesias de Cadafaz e Colmeal

· AFCGÓIS - Associação Florestal do Concelho de Góis

· Cooperativa Social e Agro-Florestal de Vila Nova do Ceira

· ADIBER - Associação de Desenvolvimento de Góis e Beira Serra

Alimentação animal

A alimentação para equídeos (cavalos), asininos (burros) e ruminantes (bovinos, ovinos e caprinos) está a ser assegurada por diversas doações e pelo Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural. Os proprietários que necessitem desse apoio devem dirigir-se ou entrar em contacto com a ADIBER - Associação de Desenvolvimento de Góis e Beira Serra (235 772 538).

Podem também contactar os Serviços Técnicos do Município (235 770 110) para obter encaminhamento nesta situação.


sexta-feira, 27 de outubro de 2017

COLMEAL - MAGUSTO - dia 4 de Novembro


A União Progressiva vai realizar, uma vez mais, o magusto no Colmeal.

Vai ser no sábado, dia 4 de Novembro, pelas 3 da tarde, no Largo D. Josefa das Neves Alves Caetano, onde esperamos reunir a comunidade colmealense, residente, e a que por esta altura do ano se desloca à sua aldeia.

Os Colmealenses viveram momentos de incerteza e grande aflição ao enfrentar a tragédia que recentemente se abateu sobre eles, com um fogo incontrolável que deixou um rasto de desgraça e tristeza à sua passagem.
A presença de todos nós é fundamental para que lhes possamos transmitir a solidariedade tão necessária, depois de tudo por que passaram.

Castanhas, torresmos, água-pé e jeropiga estarão à vossa/nossa espera.
Nós, também lá estaremos, para juntos, mantermos viva esta tradição.

UPFC

terça-feira, 24 de outubro de 2017

COLMEAL


OS DIAS 15 E 16 DE OUTUBRO FORAM DEVASTADORES PARA O COLMEAL, PARA A FREGUESIA, PARA O CONCELHO DE GÓIS, PARA O DISTRITO DE COIMBRA, PARA TODO O PAÍS.

ESTAS IMAGENS NÃO APARECERAM NAS TELEVISÕES. NESTAS IMAGENS NÃO APARECEM OS HABITANTES DO COLMEAL NEM OS QUE OS AJUDARAM. ERAM POUCOS. FICARAM ESQUECIDOS, FICARAM ABANDONADOS À SUA SORTE. O FOGO NÃO DAVA TRÉGUAS. SEM COMUNICAÇÕES. SEM ELECTRICIDADE. SEM ÁGUA. SEM BOMBEIROS. SEM MEIOS AÉREOS. SEM NINGUÉM.

APENAS A RESISTÊNCIA DE CADA UM. E SÃO TÃO POUCOS. INCAPAZES DE CONTROLAR O QUE ERA INCONTROLÁVEL. SEM DESÂNIMO. FAZENDO DAS FRAQUEZAS FORÇAS. TENTANDO SALVAR O QUE PODIAM. FORAM ENORMES.

OBRIGADO RUI VILHENA POR ESTE CONJUNTO DE FOTOGRAFIAS. QUE ELAS SEJAM VISTAS POR QUEM ESQUECEU O COLMEAL.

O COLMEAL EXISTE.
CONTINUA A EXISTIR.
PELO MENOS ENQUANTO HOUVER UM COLMEALENSE !!!

UPFC
































































































Fotos gentilmente cedidas por Rui Vilhena